• Fernanda Ornelas

O que é Fitoterapia?

Atualizado: Jun 15

" Tudo começa na NATUREZA "

O QUE É FITOTERAPIA E SUA ORIGEM


É um método de tratamento de patologias por meio de plantas medicinais, a forma mais antiga e fundamental de medicina da terra. Possui propriedade de cura de maneira não agressiva , além de estimular as defesas naturais do corpo.


Fito= vegetal , Terapia= Tratamento


O uso de espécies vegetais com objetivo de tratamento e cura de doenças físicas, emocionais, mentais e sintomas, remonta ao início da humanidade, desde que o ser humano despertou para a consciência e iniciou um longo percurso de manuseio, adaptação e modificações dos recursos naturais para benefício próprio. Estima-se que já haviam estudos sobre Fitoterapia e Acupuntura na China, 3.000 a.C, por estudos de Fu-Hsi podemos citar os estudos de Fu-Hsi , dito "o primeiro imperador chinês".


Atualmente, ampla parte da população mundial utiliza este recurso terapêutico eficaz.

No presente , os produtos naturais são responsáveis direta ou indiretamente por 40%, aproximadamente , de TODOS os fármacos disponíveis na terapêutica moderna.

O mercado atual de produtos fitoterápicos crescem ano a ano, em torno de US$ 9 a 11 bilhões, com mais de 13 mil plantas mundialmente usadas como fármacos ou fonte destes

No Brasil , estima-se que, 20% da população consumam 63% dos medicamentos industrializados, e que o restante, ou seja, 80% encontram nos produtos de origem natural.


A OMS, Organização Mundial de Saúde, indica que 80% da população, em todo o mundo, fazem uso de algum tipo de plantas e ervas medicinais para alívio de sintomas dolorosos ou desagradáveis.

No Brasil e no mundo cresce, cada vez mais, o número de programas fitoterápicos , também apoiados pelos respectivos serviços públicos de saúde.


A grande maioria da plantas existentes no planeta, a maior parte ainda é desconhecida sob o ponto de vista da ciência. De 250 a 500 mil espécies, somente cerca de 5% têm sido estudada. De 1950 a 1970, as substâncias sintéticas passaram a substituir as plantas medicinais

sintéticas, de estrutura química e a ação definida. A partir deste período a fitoterapia declinou

vertiginosamente com a diminuição de prescrições médicas de produtos vegetais.


Em 2000, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) publicou uma resolução a respeito

dos produtos fitoterápicos e sua regulamentação e, atualmente, os estudos das plantas medicinais está bem mais amplo e abrangente, também nas escolas de Farmácia e, todo o Brasil, incentivando o interesse em pesquisa e na atuação dos profissionais da saúde no uso e indicação à população de espécies utilizadas na terapêutica.


Segundo Hipócrates, Pai da Medicina , " A doença é o quadro particular de cada indivíduo e é entendida como uma perturbação do equilíbrio o qual mantém o ser humano em harmonia consigo mesmo e com a natureza".


A princípio, podemos diferenciar os medicamentos Alopáticos dos Fitoterápicos pelo fato de que estes primeiros utilizam o produto natural, sintetizado, ou seja, a matéria prima natural passa por processo químico par ser mais facilmente armazenado devido também a menores custos em seus processos.


QUAIS MEIOS DE CONSUMIR FITOTERÁPICOS ?


Plantas medicinais


Espécie vegetal cultivada ou não, utilizada com propósitos terapêuticos, droga vegetal como folhas, flores, raízes, caules, cascas.


Infusão


O que chamamos de chá é uma INFUSÃO. É a imersão de ervas ,

plantas, flores, folhas , especiarias em água fervente.

Chá , na verdade, é uma bebida preparada com a planta "Camellia sinensis", ou chá-da -índia, pequeno arbusto usado na Ásia, há séculos.

Coloca-se a medida indicada da erva, flor, folha, planta, especiaria em água em ebulição, antes do fervimento, e abafa-se o recipiente com o conteúdo por 10 a 15 minutos, após este período, consome-se a bebida.


Decocção


Processo semelhante à infusão, as partes da planta são fervidas junto com a água por alguns minutos mas usam-se aqui raízes , caules secos, cascas, sementes.


Maceração


A planta é exposta a um solvente a frio, a temperatura ambiente, durante horas, dias ou semanas, num recipiente fechado ao abrigo da luz. A preparação pode ser feita em água, ( maceração aquosa ) ou em álcool e água ( hidroalcoólica ). Ex. água de rosas,


Cataplasmas


É uma preparação feita por plantas trituradas secas ou frescas, geralmente quentes e é aplicada sobre a pele, na região afetada entre dois panos finos. Pode ser usada em temperaturas mais quentes ou mornas de acordo com processos inflamatórios específicos.


Compressas


Usam-se panos, chumaços de algodão ou gaze embebidos em um infuso concentrado. A compressa pode ser quente ou fria e o uso é local ( tópico) atuando pela penetração dos princípios ativos através da pele.

Banhos


A infusão ou decocção concentrada da planta medicinal deve ser filtrada e misturada na água do banho. A principal função é refrescar e aliviar processo de irritação na pele. Exemplos: Alecrim ( Rosmarinus officinalis,), Alfazema ( Lavandula Officinallis )


Bochechos e Gargarejos


Indicados em casos de irritações da garganta, amigdalites, mau hálito. Podem ser feitos com infusão concentrada quastas vezes necessárias. É preciso ter cuidado para não ingerir o líquido. Não é indicado para crianças. Exemplo: Malva (Malva sylvestris)




Inalação


Preparação combinada de vapor de água quente com aroma de drogas voláteis. Sua preparação e uso exigem cuidados. É uma preparação combinada de vapor de água quente com o aroma das

drogas voláteis.

No preparo , colocar plantas frescas em vasilha com água fervente ( 1/2 litro de água ), aspirar lentamente, prosseguir por 10 a 15 minutos. Usa-se toalha sobre os ombros para facilitar a inalação.


Tinturas


As tinturas medicinais são extratos concentrados preparados com álcool, plantas e ervas medicinais que permite, que suas propriedades sejam estocadas durante períodos llongos sem que suas propriedades se percam.

Normalmente, as tinturas são preparadas com álcool o qual atua extrator dos componentes da planta e também conservante.


Outras formas de consumo

Os Fitoterápicos também podem ser consumidos através de sucos, extratos, pomadas, cápsulas, comprimidos, óleos e outras.


ALGUNS FITOTERÁPICOS E SUAS INDICAÇÕES

Arnica ( Arnica montana l)

Indicada para tratamentos de traumas, contusões, torções, edemas e hematomas. Cicatrizante, anti-inflamatória eantisséptica.

Uso tópico, normalmente. Evitar uso durante gravidez e lactância.




Alecrim ( Rosmarinus officinalis )

Bactericida e fungicida. Trata doenças circulatórias, estimula circulação periférica. Antioxidante, anti-inflamatório, auxiliar em doenças reumáticas, esgotamento físico ou mental, gripes, resfriados. Analgésico. Evitar uso durante gravidez e lactância.







Amora ( Morus nigra )


As folhas da Amora são muito populares e usadas com frequência e eficácia no combate à queda de cabelos ( uso externo ). No uso interno, é eficiente para ajudar a lidar com sintomas da Menopausa e Climatério como os "fogachos " por possuir efeito estrogênico. Também auxilia em afecções das vias respiratórias. Evitar uso durante gravidez e lactância.


Assa-peixe ( Vernonia polyanthes Less )


Trata bronquites, tosses persistentes, é expectorante, diurética, auxiliar em tratamentos de cálculos renais, hemorróidas, afecções da pele e reumatismo.

Evitar uso durante gravidez e lactância.






Boldo ( Pseumus boldus Molina ) Boldo do Chile


Trata distúrbios da digestão, anti-espasmódico, aumenta secreção gástrica e melhora apetite. Antioxidante e diurético. Ajuda nos tratamentos de cálculos renais, biliares e de ácido úrico alto.

Evitar uso durante gravidez e lactância.




Cáscara Sagrada(Rhamnus purshiana


Laxante natural em doses baixas, purgante em altas doses contra constipação intestinal eventual. Evitar uso durante gravidez e lactância.





Chá-Verde ( Camellia sinesis )


Auxilia no tratamento de obesidade, diabetes, é digestivo, antisséptico, previne cáries, cicratizante, ajuda em tratamentos de infecção urinária, Protege contra radiação UVA a UVB

Evitar uso durante gravidez e lactância.








Cimicifuga ( Cimicifuga racemosa)


Trata a síndrome climatérica. Ajuda no tratamento de osteopenia, amenorréia, TPM, eczemas, edemas, asma, enxaqueca, artrite, reumatismo muscular. Leve sedativo.

Evitar uso durante gravidez e lactância.





Dente-de-leão ( Taraxacum officinale)


Indicado para perturbações digestivas, depurativo, laxante suave, estimula apetite, diurético. Detox para o sistema digestivo.

Evitar uso durante gravidez e lactância.






Erva-Baleeira( Varronia-cea)


Trata inflamações, contusões e dores. Auxilia no tratamento de artrite reumatóide, gota, nevralgias e prostites. Poderso anti-inflamatório sistêmico, imunomodulador e cicatrizante. Refresca a pele.

Evitar uso durante gravidez e lactância.




Ginseng ( Panax ginseng )


Imunomodulador, antidperessivo, antianêmico, anti-envelhecimento, emagrecedor, modulador hormonal, auxilia no tratamento para reduzir coleterol.

Evitar uso durante gravidez e lactância.



Guaco ( Mikania glomerata


Indicado para gripes e resfriados, bronquites alérgicas e infecciosas. Broncodilatador, indicado para casos de catarro, varizes, reumatismo, úlceras e feridas.

Evitar uso durante gravidez e lactância.




Hipérico ( Hypericum perforatum


Antidepressivo, auxilia no tratamento de insônia, anti-inflamatório, analgésico, antiviral e detoxificante. Auxilia no tratamento da Depressão.

Evitar uso durante gravidez e lactância.





Mulungu ( Erythrina mulungu)


Calmante suave, sedativo e hipotensor. Auxílio no tratamento de insônia, ansiedade e estresse emocional, palpitações, dores reumáticas, diabetes. Evitar uso durante gravidez e lactância.



Unha-de-gato ( Lamium albun )


Auxilia no tratamento de dores articulares (artrite e artrose ) , reumáticas, musculares agudas. Também colabora nos tratamentos de gripes e resfriados. Diurética.

Evitar uso durante gravidez e lactância.





**É fundamental a orientação profissional para uso dos Fitoterápicos porque, mesmo sendo compostos por substâncias naturais, podem apresentar toxidade, incluindo o uso incorreto e indevido. Alguns são contraindicados para gestantes, lactantes, hipertensos e outras sensibilidades restritivas.



****NÃO devem ser ingeridos sem acompanhamento profissional.



( A Medicina Natural , a Naturopatia, incluindo a FITOTERAPIA, são Práticas Complementares e Integrativas e podem NÃO substituir tratamentos médicos convencionais )

Gostou do texto ? Converse comigo ? Clique na aba "contato" aqui deste site e fale comigo. Aproveite e siga o Expandir no instagram @expandircentrodebemviver @fernandadeornelas


Sugestões Bibliográficas:

Clique na foto e vá , direto, para o site da AMAZON para comprar o exemplar.







Fernanda Ornelas

Terapeuta Naturopata

Bach Practitioner Brz-2019-0206R

Mestre em Reiki , Praticante e Facilitadora das Barras de Access

EXPANDIR CENTRO DE BEM-VIVER






178 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo